30 de janeiro de 2011

Windows e o limite de memória

Lá se vão mais de um ano e com a crescente popularização do Windows 7, muitos usuários e técnicos ainda tem dúvidas sobre usar a versão de 32 ou de 64 bits deste sistema. Vamos a alguns exclarecimentos?

Tecnicamente, qualquer sistema de 32 bits consegue acessar um pouco mais de 4 GiB de memória RAM aproximadamente.
Teoricamente, teríamos 232 = 4.294.967.296 endereços acessíveis, ou 4 GiB para um sistema 32 bits, mas não podemos esquecer que o sistema reserva parte desses endereços para suas próprias rotinas e também para o processador, afinal ele precisa acessar outros dispositivos além da RAM como o BIOS, o I/O, DMA , os diversos dispositivos do PC e os próprios sistemas internos e complexos da CPU.

Assim, se você tiver 4 GiB instalados, terá aproximadamente 700 MiB inacessíveis e inúteis para os programas e dados se usar um sistema de 32 bits, por isso só podemos ter aproximadamente 3,5 GiB endereçáveis disponíveis de memória RAM.
É importante salientar que esse limite acontece por causa da arquitetura de 32 bits e não do S.O. Já vi "desinformados" dizendo que isso é uma limitação do Windows e que o Linux não tem. Errado!
Os sistemas de 64 bits rompem esse limite porque "teoricamente" eles podem acessar 264 endereços, ou seja, 18.446.744.073.709.551.616 possibilidades! Isso dá 18 exbibytes de RAM (18 EiB). Uia!

Mas isso é teórico porque na prática de hoje, esse valor é tão ridiculamente grande que os sistemas são projetados bem abaixo disso, ficando na faixa dos 32 GiB de RAM acessíveis para os sistemas desktop.


Calculando potências na calculadora do Windows.
Dica: se estiver com dúvidas sobre as unidades que usei, dá uma olhada neste post.
Eu uso sistemas de 64 bits (Vista, 7 e Linux) a mais de três anos e nunca tive problemas graves. Pelo contrário, os acho mais estáveis que os de 32 bits.

Claro que você tem que ter um hardware compatível, que possa ser suportado por sistemas desse "calibre". Vários dispositivos e aplicações mais antigas de 16 bits também podem ter problemas por causa do "abandono" por parte dos fabricantes, mas os sistemas e programas mais recentes, tanto de 64 bits (a minoria) quanto de 32 bits (a maioria), rodam sem problemas.

Os drivers dos dispositivos tem que ser escritos especificamente para a plataforma de 64 bits, pois os para 32 bits não funcionam. Já com os aplicativos de 32 bits você raramente terá problemas. A maioria roda sem dificuldades, mas é sempre bom procurar novas versões de 64 bits, já que, teoricamente, elas são mais poderosas e rodam mais rápido.

Só lembrando, temos 64 bits na família "Microsoft desktop" desde o XP 64 bits, com destaque para o Vista e principalmente o 7 que, inclusive, já vem com DVDs das duas versões para você escolher na hora de instalar.

No site do Windows 7 há um F.A.Q. bem exclarecedor, mas nada técnico sobre as versões de 32 e 64 bits deste sistema. No Centro de Compatibilidade do Windows 7 há uma listagem de aplicativos e hardwares compatíveis com a plataforma, além de um software que detecta se seu PC é compatível com Windows 7 antes de instalar este novo S.O., o Windows 7 Upgrade Advisor.

Ainda com dúvidas? Comente ou use nosso fórum!

Esta é uma edição revisada, ampliada e atualizada. A versão anterior não está mais disponível na Internet.

0 comentários neste post

Postar um comentário

Atenção comentarista!
  • Todos os comentários serão rigidamente moderados;
  • Identifique-se! Comentários anônimos não são recomendados;
  • Comentários com três ou mais links serão removidos;
  • Comentários escritos em miguxês ou excesso de gírias serão removidos;
  • Comentários escritos com predominância de maiúsculas serão removidos;
  • Por favor, prove que você é coerente, educado e bem informado: conheça o restante do site, saiba quem somos, sobre o que, para quem e como escrevemos antes de comentar futilidades;
  • Respeite as opiniões dos autores e dos outros comentaristas. Seja breve e sem ofensas;
  • Escreva comentários relevantes e que contribuam de alguma forma para o bem da humanidade;
  • Não seja um inútil social. Lembre-se que o mundo não gira ao seu redor.