11 de dezembro de 2009

Posts longos e posts curtos

Posts longos e posts curtos
Alguns dias atrás um "siri" me perguntou, durante uma aula, sobre como melhorar o sinal da rede sem fio dele. É que ele tem um Velox ligado nela e quer compartilhar clandestinamente com o resto da vizinhança para assim ganhar uma merrequinha.

Apesar de eu falar que isso é ilegal e para ele esperar para fazer isso só quando concluir o curso, já que antes, se ele for preso, teremos um estudante a menos na sala de aula, ele insistiu.

Então, na época eu recomendei um post do "nosso" blog técnico, dei o endereço "completo" do post e ele afirmou que "ia ver"...

Passado quase um mês, não é que ele me pergunta a mesma coisa? Mas... Eu já não te passei o endereço? Você leu e seguiu as dicas? Tá lá! É só fazer e ganhar sua "merreca" depois...

A resposta me assustou como nunca antes um siri tinha me assustado; e olha que alguns são assustadores: "- É... É que é muita coisa para ler... O senhor escreve muito. Queria que o senhor apenas me falasse como fazer!"

Agora estou preocupado: será que meus leitores não gostam de ler? Nem que seja para ganhar dinheiro? Estou escrevendo tanto assim? Meus posts longos, mesmo técnicos são tão cansativos assim?

Não gosto de escrever posts curtos. Acho que não consigo passar uma informação completa, esclarecedora e relevante em dois ou três parágrafos. Sempre gosto de me fazer entender, até para não surgirem dúvidas "toscas" e para defender meu ponto de vista. Sempre achei que um toturial, por exemplo, é escrito para quem ainda não sabe fazer, daí eu começar "do começo" e dar bastante detalhe. Pelo menos, eu tento escrever da forma que eu gosto de ler, posts relevantes... Tento pensar que meu público leitor, que são meia-dúzia, mas de intelectuais, gostam da forma que escrevo, mas...

Muitos estudantes cometem suicídio ao saber que "Neo" não existe!
Veja bem, não estou reclamando de quem faz posts curtos, pelo contrário; conheço e admiro mestres em passar ideias, conceitos, opiniões e conclusões em poucas linhas fantasticamente. Mas eu não consigo essa proeza. Além disso, também tenho um repositório de ideias curtas, mas que tem menos, muito menos leitores do que este blog.

Olha só! Só para falar de um siri que não gosta de ler, mas gosta de dinheiro, lá se vão 8, 9, 10 parágrafos. Mas acho que me fiz entender... Ou não?

Me ajudem por favor: devo fazer posts longos normais ou resumir ao máximo minhas ideias, mas correndo o risco de cair na irrelevância? E agora José? Talvez fazer um site só de fotos! Ummm!

Ah! No susto do momento, só tive uma resposta para o siri citado: "- Matrix não é realidade! É uma obra de ficção!"

1 comentários neste post

Comentário de
Anônimo Em 24 de fevereiro de 2013 12:18.

Acho que os posts (assim como tutoriais) devem ter um resumo no início, e indicação do grau de dificuldade (iniciante, mediano ou avançado) para que o leitor decida se o texto "é para ele". Acho que pessoas do seu (alto) nível não devem "perder tempo" fazendo posts básicos, mas sim escrever textos relevantes com links para tutoriais e textos de teceiros mais simples, sobre o mesmo assunto, na internet.

Postar um comentário

Atenção comentarista!
  • Todos os comentários serão rigidamente moderados;
  • Identifique-se! Comentários anônimos não são recomendados;
  • Comentários com três ou mais links serão removidos;
  • Comentários escritos em miguxês ou excesso de gírias serão removidos;
  • Comentários escritos com predominância de maiúsculas serão removidos;
  • Por favor, prove que você é coerente, educado e bem informado: conheça o restante do site, saiba quem somos, sobre o que, para quem e como escrevemos antes de comentar futilidades;
  • Respeite as opiniões dos autores e dos outros comentaristas. Seja breve e sem ofensas;
  • Escreva comentários relevantes e que contribuam de alguma forma para o bem da humanidade;
  • Não seja um inútil social. Lembre-se que o mundo não gira ao seu redor.