15 de agosto de 2009

Com que câmera eu vou? Ou não vou!

Haaaa! Os gadgets! Bugigangas tecnológicas semi-inúteis e maravilhosas que enchem nossos olhos e esvaziam nossos bolsos.

Ultimamente o mercado tem sido inundado de marcas, modelos, formatos, tecnologias indescritíveis, siglas, padrões e um monte de informações que acabam mais atrapalhando do que ajudando o consumidor.

Eu tenho adotado uma postura mais mão de vaca econômica possível em relação à maioria dos equipamentos eletro-eletrônicos que tenho comprado. Minhas marcas favoritas de notebook ultimamente tem sido CCE e Positivo. Em termos de aparelhos de DVD, comprei um Philips mais simplório e tenho evitado marcas super internacionais mas que na hora da garantia só dão dor de cabeça…

Apesar de estar razoavelmente satisfeito com minha velha Olympus D-540, surgiu a oportunidade de comprar uma nova câmera para tirar fotos da “sirizada”. Pedi aos patrocinadores e recebi dois modelos para teste, uma Sony S930 e outra Olympus X-840. Ambas são câmeras simples e baratas, com as firulinhas de sempre, mas sem grandes perspectivas, até porque, gastar muito para tirar fotos tremidas e desfocadas não tem nada a ver.

De primeira já fiquei bem interessado na Sony. Afinal, é uma Sony! Além disso ela é fininha, levinha e fácil de esconder no bolso. Já tenho uma Olympus de 3.2 megapixels que é muito boa, mas que sempre teve um problema sério de consumo de pilhas e o problema dos caros cartões XD, então tudo pesa para o lado da Sony.

Claro que comecei a fazer alguns testes nada profissionais, inicialmente com as duas mais novas e depois incluindo a antiga também e… Surpresa! Não é que minha velha Olympus não está tão velha assim. Tudo bem que 3.2 megapixels não é nada perto de 8 megapixels da X-840 e 10.1 megapixels da S930! Mas o que é megapixels mesmo heim? Hã!

A conclusão é que o excesso de informações, de números, de dados, de manuais, de marcas e de botões esconde uma dura realidade: é tudo a mesma porcaria! Tudo que uma faz a outra também. Fora as diferenças de design, para um fotografo que não sabe nem para que serve o Photoshop e fica tirando fotos de peixes em aquário, churrascos de família e siris em sala de aula em modo “automático”, não há necessidade nenhuma de eu trocar de câmera tão cedo.

Aliás, na maioria dos testes de imagem achei que a câmera antiga se saiu melhor, talvez seja psicológico, porque já a uso há muito tempo. Então consultei um amigo, a namorada e alguns parentes que estavam próximos. Uma pergunta simples: na tela do PC, usando a visualização de imagens do Windows, escolha as melhores fotos.

Resultado: ninguém escolheu fotos da Sony, aquela mesmo! Da Sony! De outro lado, a grande maioria escolheu as fotos da velhinha D-540. Depois que mostrei que câmeras tiraram as fotos, todas com ajustes similares, tiradas do mesmo ângulo e tudo mais, até eles ficaram surpresos.

Compare você mesmo as três fotos abaixo. Todas foram tiradas com o mesmo par de pilhas no modo automático, com flash, em ambiente fechado, por volta das 18:00 e mais ou menos o mesmo ângulo. Não “photoshopei” nada, usei apenas um software genérico para reduzir o tamanho delas tomando o cuidado de desativar qualquer filtro.


Olympu X-840

Sony S930

Olympus D-540

Conclusão: devolví as câmeras e a grana que usaria para comprar uma delas vai ser usada como investimento em um carregador novo, alguns pares de pilhas para resolver o problema de consumo da D-540 (pelo visto, o único problema dela!) e ainda vai sobrar uma merreca para comprar um cartão XD adicional e fazer um churrasco para testar tudo!

[Update em 16/08/2009 10:14]

Analisando as imagens e as próprias câmeras, com um amigo, chegamos a uma conclusão interessante em relação ao consumo de energia maior da D-540, o flash. Visivelmente ele é mais forte e branco nela do que nas mais novas, daí termos imagens muito mais nítidas em ambientes fechados ou com luz de fundo mais forte.

Mais um fato relacionado ao flash é o tempo de carga. Com pilhas NI-MH novas e totalmente carregadas, a S930 leva cerca de 5 segundos para carregar o flash, a X-840 leva em média 7 segundos, já a D-540 leva apenas 3 segundos para ter o flash totalmente carregado para outra foto.

Outro recurso interessante da D-540 é o visor óptico: é possível desligar o LCD e usá-lo. Recurso útil em ambientes abertos e com sol intenso, onde fica difícil enxergar o LCD. O detalhe é que o zoom óptico também atua neste visor.

0 comentários neste post

Postar um comentário

Atenção comentarista!
  • Todos os comentários serão rigidamente moderados;
  • Identifique-se! Comentários anônimos não são recomendados;
  • Comentários com três ou mais links serão removidos;
  • Comentários escritos em miguxês ou excesso de gírias serão removidos;
  • Comentários escritos com predominância de maiúsculas serão removidos;
  • Por favor, prove que você é coerente, educado e bem informado: conheça o restante do site, saiba quem somos, sobre o que, para quem e como escrevemos antes de comentar futilidades;
  • Respeite as opiniões dos autores e dos outros comentaristas. Seja breve e sem ofensas;
  • Escreva comentários relevantes e que contribuam de alguma forma para o bem da humanidade;
  • Não seja um inútil social. Lembre-se que o mundo não gira ao seu redor.