18 de abril de 2007

Dual core não é Core 2 Duo


Desde o começo do ano, com a chegada do "inchado" Windows Vista, estamos vendo uma enxurrada de PCs baratos no mercado. É uma boa época para comprar seu primeiro PC ou de substituir aquele velhinho e ultra-ultrapassado.

Core Duo x Dual Core

Mas é bom ficar atento às ofertas mirabolantes. Tenho visto muitas empresas pegarem carona na propaganda da Intel, a dos "dois cérebros" (?!), sobre os novos processadores Core 2 Duo e devemos ficar atentos às tentativas de enganar o cliente oferecendo um PC comum, à preço de banana, mas anunciando-o como se fosse um "top de linha".

Um bom exemplo são os anúncios que uma dessas empresas "emergentes" faz. Ela anuncia um PC com processador Dual Core de última geração, com 256 MB de RAM e sistema operacional Windows. Mas, analisando as “letras miúdas”, o que temos na verdade é um PC "tudo on-board" com placa mãe genérica da ECS (parente da PCChips) com um processador Pentium D.

Tudo bem que o Pentium D é um processador de dois núcleos, mas isso não fica evidente no anúncio e faz com que um desavisado ou alguém com pouca informação entenda-o como um Core 2 Duo de última geração.

O Pentium D na verdade é um Pentium 4 duplicado, ou seja, em um único encapsulamento foram instalados dois núcleos distintos e independentes de Pentium 4 que é a arquitetura anterior à do Core 2 Duo. Já este, usa uma arquitetura mais moderna (interessantemente baseada no Pentium III), mas com dois núcleos construídos na mesma pastilha de silício e com funcionamento interdependente, o que garante a melhor performance dentre os processadores para PC na data em que escrevo. Temos ainda o Athlon X2 da AMD que tem a arquitetura do Athlon 64, também um processador que já está a bastante tempo no mercado.
Outro problema observado neste PC foi o sistema operacional, descrito apenas como Windows. Ao pesquisar com mais detalhes, e isso só foi possível ao ligar o PC na loja, a coisa complicou muito! O tal PC Dual Core vem com Windows Starter Edition que, além de ser extremamente limitado em termos de usabilidade, não é capaz de usar os dois núcleos dos processadores Dual Core, ou seja, "metade" do seu processador não será usada pelo sistema.

Para completar, o PC não dá suporte para memórias Dual-Channel, ainda conta com o velho slot AGP e não com PCI-Express. As portas SATA são 1.0, não se beneficiando com os HDs mais modernos. Não tem sequer drive de disquete, apesar de dispensável mesmo, contando apenas com um Combo (DVD + Gravador de CD). Isso sem comentar a qualidade do teclado, mouse e caixas de som genéricas.

Cá entre nós, até pra quem só quer um PC de uso geral essa configuração deixa a desejar. Pelo mesmo preço pode-se comprar um PC bem melhor e de marca mais conhecida, se ignorarmos as propagandas.

Notebooks não estão de fora

Junto com os PCs de mesa semi-obsoletos chegaram os notebooks populares (?!). Um conhecido me trouxe um "fabricado na Amazônia" que acabara de adquirir em uma famosa loja de departamentos por menos de R$2.000,00. Decepcionado, ele estava à caminho da mesma loja para trocá-lo por uma TV. Motivos?

O processador é um Celeron D, ou seja é um processador para desktops e não para portáteis. O chipset é da SYS e a rede sem fio é um adaptador USB externo. A memória RAM de apenas 256 Mbytes é uma DIMM, usada em desktops e não um SO-DIMM para portáteis, e ainda é compartilhada com o vídeo. A qualidade da imagem do LCD é péssima, sem contraste, com poucos ajustes disponíveis e com uma taxa de atualização baixíssima.

O sistema operacional é um Linux (!?) sem identificação aparente, com aplicativos mau traduzidos e desatualizados. Nem um painel de controles para configurar o sistema existe no tal Linux que tenta a todo custo imitar a interface do Windows. Talvez conscientes de que o usuário o trocará pelo Windows versão "Piratware" em poucos dias, em plena era Ubuntu, Kurumin e cia., os fabricantes prefirem usar esses Linux remendados

Na verdade, pegaram peças de um desktop e espremeram em um gabinete de notebook, como resultado, o bixo esquenta muito com poucos minutos de funcionamento, a bateria só dura uma hora, à plena carga e para usar mais tempo, é necessário manter o notebook (!?) ligado à rede elétrica direto. O desempenho do sistema é pior do que meu velho desknote Toshiba Satellite.

Atenção! Atenção! Atenção!

Outro problema que tenho visto acontecer com notebooks de marcas mais famosas como HD, Dell e Acer é a venda de equipamentos recondicionados com se fossem novos, esses são conhecidos como "Refurbished", equipamentos, normalmente norte americanos, que dão defeito e são devolvidos ao fabricante, que os conserta e revende à preços bem menores para mercados emergentes como o brasileiro.

Algumas lojas estão até mesmo trocando as embalagens "Refurbished" por embalagens de equipamentos novos para vendê-los, assim, só é possível identificar que o notebook é recondicionado quando olhamos as etiquetas de garantia com mais atenção. Além de não serem "zero" esses aparelhos podem não ter garantia do fabricante aqui no Brasil...

Dicas finais

Reforçando o aviso, cuidado com as ofertas mirabolantes! Você pode acabar levando gato por lebre, ou melhor, dual core por Core 2 Duo. Convém consultar "um bom técnico" antes de levar seu PC para casa. Para ajudar, aí vão algumas dicas:

Dicas gerais:

  • Pesquise muito antes de comprar!
  • Não esqueça da nota fiscal com a data e o valor da compra bem legíveis, CNPJ e nome da empresa;
  • Se o aparelho é importado, peça o termo de garantia da loja, pois ela é responsável pela garantia;
  • Observe bem a embalagem e seu conteúdo. Verifique todos os CDs, DVDs e manuais;
  • Se está comprando em loja física, peça para testar o aparelho antes de levar;
  • Em lojas virtuais você tem direito de trocar ou devolver o aparelho, mesmo se este não tiver defeito. Verifique quais são os procedimentos para isso antes de finalizar a compra;
  • Leia atentamente os anúncios, leve-os na hora da compra para conferência e guarde-os junto com as embalagens dos aparelhos.

Sobre PCs:

  • Cuidado com PCs com Windows XP e Vista. Verifique cuidadosamente a versão e não leve PCs com Windows XP / Vista Starter Edition sem saber o que é isso;
  • O mesmo cuidado vale para PCs com Linux, cuidado com distribuições desconhecidas e verifique se o PC vem acompanhado, ou disponibiliza por download, os drivers para Windows caso você queira trocar de sistema;
  • Verifique as possibilidades de upgrade, evitando PCs com barramento AGP, SATA 1.0 e sockets e processadores fora de linha;
  • Só compre PCs com interface de rede e dê preferência padrão Ethernet 10/100/1000;
  • Cuidado com PCs montados na loja ou por técnicos independentes e que estão lacrados. Peça ao técnico para lhe mostrar as partes internas do PC antes de lacrar e vá acompanhado de alguém com algum conhecimento sobre o assunto;
  • Cuidado com programas pré-instalados. Verifique a procedência dos mesmos;
  • PCs montados devem ter todos os componentes discriminados com detalhes na nota fiscal.

Sobre notebooks:

  • Notebook não é desktop, não é para substituir PCs de mesa!
  • Verifique a embalagem e as etiquetas do aparelho;
  • Compre notebooks com rede sem fio no padrão 802.11b/g interna;
  • Verifique a quantidade de portas USB, a saída para monitor externo e os slots de expansão;
  • Verifique as possibilidades de upgrade, principalmente de memória RAM;
  • Dê preferência para marcas mais conhecidas e reconhecidas como HP, Dell, Compaq, Acer, Asus, Sony, etc...
  • Não compre notebooks sem sistema operacional e verifique se este S.O. atende às suas necessidades;
  • Verifique a voltagem do carregador de baterias e prefira os de voltagem universal (full-range);
  • Verifique também a data de validade da bateria e se ela é fácil de encontrar no mercado;
  • Na loja, ligue o aparelho e observe atentamente se não existem falhas na imagem. Pontos pretos ou manchados indicam defeito no LCD;
  • Sempre consulte um técnico experiente e de confiança antes de comprar um notebook.
Quem tiver mais dicas ou dúvidas, nosso fórum e comentários estão abertos...

0 comentários neste post

Postar um comentário

Atenção comentarista!
  • Todos os comentários serão rigidamente moderados;
  • Identifique-se! Comentários anônimos não são recomendados;
  • Comentários com três ou mais links serão removidos;
  • Comentários escritos em miguxês ou excesso de gírias serão removidos;
  • Comentários escritos com predominância de maiúsculas serão removidos;
  • Por favor, prove que você é coerente, educado e bem informado: conheça o restante do site, saiba quem somos, sobre o que, para quem e como escrevemos antes de comentar futilidades;
  • Respeite as opiniões dos autores e dos outros comentaristas. Seja breve e sem ofensas;
  • Escreva comentários relevantes e que contribuam de alguma forma para o bem da humanidade;
  • Não seja um inútil social. Lembre-se que o mundo não gira ao seu redor.