5 de dezembro de 2006

Mais um notebook educacional

Depois das notícias de que o Brasil será um dos primeiros países a adotar o notebook de 100 dólares, que na verdade custará mais do que isso, a Intel apresentou por aqui o seu próprio projeto de notebook educacional.

O Classmate PC, anteriormente chamado de Eduwise, tem uma cara parecida com o do projeto ONPC (One Notebook Per Child), mas com um visual mais elegante e um hardware um pouco mais robusto, permitindo inclusive rodar Windows XP como na versão apresentada, mas a Intel já avisou que no Brasil ele rodará alguma distribuição Linux.

Empresas como a CCE e a Positivo já demonstraram interesse em fabricar o pequeno PC por aqui que custará em média 150 dólares e pesa cerca de 1 quilo, o que facilita seu transporte mesmo para crianças. O uso do teclado também deverá ser confortável apenas para pequenos usuários, já que, com 6,5 centímetros de largura por 18 centímetros de cumprimento, torna as teclas pequenas demais para dedos adultos.

O aparelho tem tela LCD de 7 polegadas, acesso a redes sem fio e usará uma memória flash para armazenamento, como forma de evitar que eventuais acidentes comprometam o disco rígido. A idéia é distribuir o notebook em escolas públicas de comunidades mais pobres, junto com a instalação e suporte da rede sem fio que servirá para que alunos e professores troquem dados.

A idéia é sensacional e muito válida. Porém, alguns fatores ainda não foram esclarecidos:
  • Como será o treinamento dos alunos para usarem o notebook? Já é difícil para alguns aprender as matérias tradicionais!
  • Como evitar o roubo ou perda do notebook? Já é complicado andar de celular em certas comunidades!
  • Como evitar o desvio e a venda dos notebooks nos camelôs? Existe um plano do governo, desde o mandato passado de montar um laboratório de informática em cada escola pública. A que está perto da sua casa tem? Aqui, duas receberam 15 micros cada uma, mas só pro secretário de educação ver. No dia seguinte, sumiram todos!
  • De onde virá o dinheiro para compra destes notebooks? Muitas escolas sequer têm dinheiro para comprar merenda e material didático.
Acho que ainda não estamos preparados pra isso e essa idéia acabará se tornando mais um fator para a exclusão digital, desvio de verbas públicas, aumento de impostos, segregação social e todos os males políticos e sociais que provêm de ações governamentais tendenciosas não planejadas!

Espero que não.

0 comentários neste post

Postar um comentário

Atenção comentarista!
  • Todos os comentários serão rigidamente moderados;
  • Identifique-se! Comentários anônimos não são recomendados;
  • Comentários com três ou mais links serão removidos;
  • Comentários escritos em miguxês ou excesso de gírias serão removidos;
  • Comentários escritos com predominância de maiúsculas serão removidos;
  • Por favor, prove que você é coerente, educado e bem informado: conheça o restante do site, saiba quem somos, sobre o que, para quem e como escrevemos antes de comentar futilidades;
  • Respeite as opiniões dos autores e dos outros comentaristas. Seja breve e sem ofensas;
  • Escreva comentários relevantes e que contribuam de alguma forma para o bem da humanidade;
  • Não seja um inútil social. Lembre-se que o mundo não gira ao seu redor.