21 de novembro de 2006

Polêmicas no mundo digital

As últimas semanas foram marcadas por várias polêmicas. Cada uma pendendo para um lado e, só o que se nota é que cada um puxa a “carne seca” pro seu lado. Será que ninguém mais avalia as coisas de forma racional? Em blogs como esse aqui, tudo bem, afinal, pelo que sei, os blogs digitais se originaram dos ainda populares diários PESSOAIS (atente para a palavra “PESSOAIS”), como aquele da nossa irmã, que agente sempre quis ler, mas não tinha nada que prestasse. Acho que só queríamos ler, não pelo conteúdo, mas pra infernizar ela mais um pouco.


Jornalista Boris Casoy
” – Isso é uma vergonha!”
Fico indignado de ver grandes portais de notícias (Legal que a maioria deles tem nomes com 3 letras. Parecem siglas de partidos políticos , dando notícias tendenciosas, sem exatidão ou simplesmente dando opinião sem sentido. Parece coisa de auto-intitulados intelectuais como Jô Soares ou Faustão que não ouvem ninguém ou já tem opinião formada antes de entrevistar alguém! Lembro de um jornalista que sempre achei bastante sério, chamado Boris Casoy, que dava a notícia pura e simples e, só depois, abaixava o óculos, trocava de câmera e desabafava suas opiniões próprias para quem quisesse ouvir…

No mundo dos sistemas operacionais, isso é muito evidente: os “radicais” do Linux ficam de um lado, falando que são “donos” do melhor S.O. do universo e que o software proprietário foi criado pela “besta”; e os “libertários” do Windows, que ficam de outro, falando que Linux é coisa de “hacker” e de “comunista”. “Enquanto isso, o Google, quietinho na dele, corre para dominar o mundo!

Por outro lado, há coisas que todos falam mas ninguém tem coragem de explicar: As estatísticas demonstram que 73% dos usuários que compram PCs populares que vem com Linux pré-instalado, trocam o sistema do pingüim por Windows nas primeiras semanas de uso. Descobriram também que, mais da metade (tá bom) instala uma versão pirata! Só agora descobriram isso? Eu já tinha antecipado a uns meses atrás neste mesmo Blog…

Microsoft planeja lançar sistema SPP – Software Protection Platform – que bloqueia recursos do Office 2007 e do Windows Vista não reconhecidos como originais. Estaria a Microsoft no direito dela?

Aproveitando a deixa da notícia acima, alguns “experts” em Linux dizem que isso ajudará no crescimento do número de usuários deste S.O. Acho que eles não leram a primeira notícia ou não conhecem os “famosos” engenheiros daquela grande potência asiática! Já comentei num post anterior que a Microsoft está cada vez mais chata, mas vocês talvez saibam como é chato instalar algo no Linux? Já conseguiram colocar um softmodem, um gravador de DVD, Pendrive, impressora lazer, multifuncional ou um jogo como Need for Speed pra funcionar de primeira com o pingüim?

Por isso eu ganho dinheiro com os dois, livre e proprietário. Como eu só tenho minha própria opinião para expressar, fiz meu blog! Aliás, para criticar, discordar de algo ou achar que estou totalmente errado no que escrevo, ou mesmo concordar, poste seus comentários aqui embaixo depois crie seu próprio BLOG! Tá?

Por falar nisso, onde andam os intelectuais da nossa Internet? Estariam trabalhando pro Google?

Links úteis, mas não precisa perder tempo lendo…

0 comentários neste post

Postar um comentário

Atenção comentarista!
  • Todos os comentários serão rigidamente moderados;
  • Identifique-se! Comentários anônimos não são recomendados;
  • Comentários com três ou mais links serão removidos;
  • Comentários escritos em miguxês ou excesso de gírias serão removidos;
  • Comentários escritos com predominância de maiúsculas serão removidos;
  • Por favor, prove que você é coerente, educado e bem informado: conheça o restante do site, saiba quem somos, sobre o que, para quem e como escrevemos antes de comentar futilidades;
  • Respeite as opiniões dos autores e dos outros comentaristas. Seja breve e sem ofensas;
  • Escreva comentários relevantes e que contribuam de alguma forma para o bem da humanidade;
  • Não seja um inútil social. Lembre-se que o mundo não gira ao seu redor.