18 de outubro de 2006

Sony Vaio no Brasil

A Sony finalmente confirmou que venderá e dará suporte oficial aos notebooks da famosa linha Vaio, sonho de consumo de 10 entre 10 entusiastas de computadores portáteis. O objetivo é aproveitar o forte crescimento das vendas de notebooks por aqui.

A notícia foi confirmada na semana passada e algumas lojas online já estão aceitando reservas. Inicialmente, serão dois modelos ultra-portáteis disponiveis à partir de novembro: o VGN-TXN15BP que custará cerca de R$11.000,00 e o VGN-SZ350BP por cerca de R$8.000,00.

Os notebooks serão importados do Japão pela Sony do Brasil e mesmo com os preços muito salgados, bem acima da maioria dos notebooks vendidos no Brasil, a Sony pretende conquistar 12% do segmento em dois anos. Dependendo do desempenho nas vendas, poderemos ter modelos de fabricação nacional nos próximos anos…


PS3 oficialmente no Brasil?
Para completar, os aficionados por jogos (eu por exemplo) estão, já faz muito tempo, desde a época dos primeiros PlayStation, esperando que os consoles da Sony sejam “oficialmente” vendidos e suportados por aqui. Esperamos que, às vésperas de seu lançamento, a Sony decida vender e até fabricar o Playstation 3 no Brasil.

Mais informações:

0 comentários neste post

Postar um comentário

Atenção comentarista!
  • Todos os comentários serão rigidamente moderados;
  • Identifique-se! Comentários anônimos não são recomendados;
  • Comentários com três ou mais links serão removidos;
  • Comentários escritos em miguxês ou excesso de gírias serão removidos;
  • Comentários escritos com predominância de maiúsculas serão removidos;
  • Por favor, prove que você é coerente, educado e bem informado: conheça o restante do site, saiba quem somos, sobre o que, para quem e como escrevemos antes de comentar futilidades;
  • Respeite as opiniões dos autores e dos outros comentaristas. Seja breve e sem ofensas;
  • Escreva comentários relevantes e que contribuam de alguma forma para o bem da humanidade;
  • Não seja um inútil social. Lembre-se que o mundo não gira ao seu redor.