24 de junho de 2006

Brasil usará TV digital japonesa

Nesta semana o ministro das telecomunicações, Hélio Costa, anunciou o fechamento do acordo com o Japão, para adoção do sistema de TV digital, conhecido como ISDB – Integrated Service Digital Broadcasting – por aqui.

O motivo é principalmente a flexibilidade e a “idade” do padrão. Por ser usado a mais tempo, permite uma mobilidade e portabilidade maior, é mais estável, permite grande interatividade e é mais barato e de mais fácil implantação que os padrões europeu (DVB – Digital Video Broadcasting) e americano (ATSC – Advanced Television System Committee).

Esse também era o padrão defendido pelas emissoras brasileiras por permitir que o sistema seja implantado aos poucos, compartilhado ao sitema analógico atual. Só pra lembrar. O sistema deve privilegiar a TV aberta e gratuita, ou seja, TV de qualidade para o povo.

Para quem vinha acompanhando as notícias sobre o assunto, isso já era mais ou menos previsto. O sistema japonês foi o mais testado nos laboratórios e pelas emissoras comerciais brasileiras.

O problema ainda é o prazo de implantação. As previsões iniciais eram de que até o começo da copa de 2006 a TV digital já estaria sendo testada, mas como sempre, o corporativismo, a burocracia e a política sempre atrasam as coisas aqui em terras tupiniquins.

Falta ver também, o custo de implantação do sistema. Afinal, nada é gratuito. Quem será que vai pagar por isso?

Vamos esperar…

0 comentários neste post

Postar um comentário

Atenção comentarista!
  • Todos os comentários serão rigidamente moderados;
  • Identifique-se! Comentários anônimos não são recomendados;
  • Comentários com três ou mais links serão removidos;
  • Comentários escritos em miguxês ou excesso de gírias serão removidos;
  • Comentários escritos com predominância de maiúsculas serão removidos;
  • Por favor, prove que você é coerente, educado e bem informado: conheça o restante do site, saiba quem somos, sobre o que, para quem e como escrevemos antes de comentar futilidades;
  • Respeite as opiniões dos autores e dos outros comentaristas. Seja breve e sem ofensas;
  • Escreva comentários relevantes e que contribuam de alguma forma para o bem da humanidade;
  • Não seja um inútil social. Lembre-se que o mundo não gira ao seu redor.